«

»

fev 09

História da Paroquia

Um breve histórico da Paróquia São Judas Tadeu…

Tudo começou na década de 60 quando os moradores católicos de Vila Miriam tinham que se deslocar para bairros vizinhos quando queriam ir à Igreja. Certa noite, um desses moradores, Sr. Ulisses Mendes dos Reis, teve um sonho. Nele havia uma capelinha, localizada na Vila Miriam, cujo padroeiro era São Judas Tadeu, santo de sua devoção. Com muita determinação, o sonho foi se tornando realidade por meio de quermesses, leilões, todos com arrecadações de prendas no bairro para construir a capelinha, inaugurada em dezembro de 1962 pelo vigário da Vila Zatt. No início, as celebrações eram realizadas eventualmente, pois não havia um vigário próprio. Isso levou as senhoras da comunidade a reivindicarem junto ao bispo, um vigário para a igreja de Vila Miriam.

Em 1969, após muita insistência, foi designado o Pe. Giovanne Rotta que ficava hospedado nas casas dos fiéis, pois ainda não havia casa paroquial. Após muito esforço, a comunidade conseguiu adquirir o terreno ao lado da capela e o restante do lote atrás dela, demolindo a capelinha e construindo a casa paroquial, com um salão embaixo, onde passaram a ser realizadas as celebrações.

Em fevereiro de 1972, a comunidade recebeu os padres Roberto Mayer e Francisco Reardon (Pe. Chico), oblatos de Maria Imaculada. O pequeno salão da casa paroquial já não comportava todo o povo que começava a fazer parte da comunidade e assim a luta pela construção da igreja, continuava. Promovia-se, mais uma vez, quermesses para angariar fundos. Oficialmente, a Paróquia São Judas Tadeu de Vila Miriam foi criada em 15 de junho de 1972, sendo a trecentésima trigésima quarta paróquia da Arquidiocese de São Paulo. Finalmente, em março de 1977, foi celebrada a missa da ressurreição pelos padres Chico e Miguel Pipolo, inaugurando assim, a nova igreja.

No período de 1977 até fevereiro de 1982, o Pe. Luís Carlos Tierney ocupou o cargo de pároco, contando com a colaboração dos padres Lui Logan e Peter Curram. Os oblatos entregaram a paróquia, assumindo-a o Pe. José do Coito Pita. Nessa época, aconteceu a 1ª Festa do padroeiro em outubro de 1982, (novena, celebrações, procissões e quermesse) contando com a participação maciça da comunidade e dos moradores do bairro. Desde então, essa programação é repetida todos os anos, com repercussão cada vez maior.

Em novembro de 1988 o Padre Pita foi transferido e foi nomeado o Padre Antônio Claro Leite que permaneceu até agosto de 1989, quando assumiu o Pe. Palmiro Carlos Paes. Com grande esforço e depois de muitas conversações, comprou-se o terreno ao lado da igreja localizado na esquina da Rua João Alves Pimenta e Rua Carlos Frias, para dar continuidade aos sonhos dos anos 60. Assim, com o apoio da comunidade, em 1995 conclui-se a ampliação da igreja que corresponde, atualmente, a nave central.

No início de 1997, assumiu a paróquia, o Pe. Reinaldo Torres. Em dezembro de 2005 tivemos a alegria de acolher o Diácono permanente Francisco Lopes da Silva, que serviria esta comunidade até janeiro de 2011. Padre Reinaldo permaneceu até fevereiro de 2006, quando assumiu o Pe. Marcos Antônio Câmara que deu continuidade aos diversos trabalhos pastorais e em junho de 2007 celebrou com os fiéis os 35 anos de criação da Paróquia.

Com a transferência do Padre Marcos, assumiu a paróquia, em fevereiro de 2009, o Pe. Pedro Ricardo Pieroni que permaneceu até fevereiro de 2012, mês em que nossa igreja foi solenemente dedicada. Hoje colhemos os frutos de tantos homens e mulheres que lutaram para que estivéssemos aqui. Sob o pastoreio do padre Jaime Izidoro de Sena, contamos com diversos grupos pastorais que atuam de maneira a transmitir aos cristãos a força do Espírito Santo e testemunhar Jesus Cristo no dia-a-dia.

José Sérgio Dias